Seguir por Email

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Judaísmo - Chanukia e estatua. Gafe ou Coexistência?

-Não, amigo! Aquilo não é uma peça de decoração de Natal, nem faz parte da nova iluminação instalada pela prefeitura na Avenida Paulista. Aquilo é uma Khanukia!
-O que é uma Khanukia? Vou te explicar:
-Khanukia é o candelabro de oito velas, que a gente acende durante os oito dias da festa de Khanuká.
-Khanuká, significa inauguração, pois foi nesta data que os judeus reinauguraram o templo de Jerusalém após terem expulsado de seu país os sírios  e seus comparsas, que queriam tirar a sua liberdade, impondo sobre eles a cultura e a religião grega.  
-Depois de tirarem as estatuas dos deuses gregos do seu templo, os judeus decidiram acender a Menorah, o candelabro sagrado. Mas logo eles perceberam um probleminha: A quantidade de azeite que possuiam só dava para um dia de acendimento e eles precisavam de oito dias até conseguirem obter mais azeite.
-Foi então que aconteceu o milagre:
-As velas acesas com aquele pouquinho de azeite duraram oito dias e pra comemorar esse milagre e a vitória na guerra, a gente acende até hoje, na festa de Khanuka, uma Khanukia, um candelabro de oito velas!
-Mano, desculpa a minha pergunta, mas se os judeus tiveram primeiro que tirar as estátuas do templo para só depois acenderem o candelabro, como é que vocês acendem a Khanukia da Avenida Paulista justamente ao lado de uma estatua como essas? Viajaram na maionese! Piraram?!
Isso é muito contraditório, parece a Copa libertadores da América que era pra homenagear os revolucionários anti-espanhois e que acabou virando Santander Libertadores, o banco dos espanhóis, conquistadores da América!!
-Rapaz! Concordo com você... Mas só se a gente não olhar as coisas pela essência!
-Como assim?
-Você sabe quem é o homem homenageado e representado por esta estatua?
-Não.
-Pois é, então leia a placa:
-Suave truta! Já to lendo!

-Então amigo, percebeu a diferença? Esta estatua não foi feita para ser idolatrada, como as estátuas gregas. Esta estátua é uma homenagem a um herói Latino Americano, Fransisco de Miranda, que assim como os macabeus, lutou pela independência do seu povo e de sua terra!
E talvez essa seja a mensagem da proximidade entre os dois símbolos:


Quem defende a liberdade, não deve fazer isso só por sua “tribo”, ou por sua classe.
Quem defende a liberdade deve lutar por por todos, sempre e em todo lugar!
Feliz Chanuká!
More Ventura!

6 comentários:

Mike Wald disse...

Parabens pela explicacao. Isso e muito bom para todos lerem e aprenderem!!
Mike Wald

Marcelo Dias disse...

Massa!

Lucinha Valois disse...

Esclarecedor!!!!
Chag Chanuka!!!

Ninna disse...

Muito bom More...Chag Chanuká

Persio disse...

Cada post melhor... Parabens, a analogia com a libertadores foi sensacional!!!! Esse é o cara!!!
parabens!!!

Malka Regina disse...

Muito bom!