Seguir por Email

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Judaísmo - Torcidas de ???

-Ô mano, seu animal! Porque tú acha que ceis é meió qui nóis?

-Porque eu acho, véio? Isso é óbvio! Que pergunta de noiado!

-Mano! Cê que deve tá noiado!  O nosso é o maior não só nessa cidade e  no país!
 Nóis já conquistô o continente, Mano! Ceis, nem a cidade conquistô!

-Mas “veio...”  Nóis tem mais garra, nois canta e vibra mais. Ceis é tudo vacilão! parece tudu chapado!

-Mano! Tú ta me tirano? Nóis lota até ni baixo d’agua! Seis é qui é vacilão! Quarqué coisinha já fica aí berrano! Nóis é di boa, só grita quando tem qui grita, mano!

-Ó... é o siguinti véio... Si tú cuntinuá mi tirandu, eu vo chama meus broder, aí o bixu vai pegá...

-O mano... Fica esperto que nóis pode sê menó, mais nessas quebrada nóis tem mais presença...
  

Quando a religião se transforma em objeto de disputas, competições, brigas, discussões, comparações, soberba e  ódio... Seus integrantes já não são mais fiéis e sim:
Torcedores...

Amigo... Se você se quer torcer... “Muda de canal! Porque religião não combina com isso!"

Sobre a verdadeira religião o livro dos provérbios diz:

“Seus caminhos são caminhos agradáveis e todas suas trilhas são trilhas de PAZ!”
Shalom! More Ventura!

10 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom more,concordo com vc,o que mais vejo e muitos brigando dissendo que a sua religião que e a verdadeira,nossa além de triste me chatea muito,ver que realmente são meras torcidas,pois como podem dizer que conheçem a Hashem,sem paz com essa briga toda,emunah vem acompanha do shalom, viver em paz,com sabedoria e realmente andar em caminhos agradeveis e com muita shalom.hadassa camelo

Anônimo disse...

PIOR É CONSTATAR QUE EXISTE ISSO ATÉ DENTRO DO JUDAISMO. A DIFERENÇA DOS SEGUIDORES DO JUDAISMO E DAS OUTRAS RELIGIÕES, É QUE ESTAS FAZEM UMA LAVAGEM CEREBRAL NA CABEÇA DE PESSOAS IGNORANTES QUE SE AGARRAM A QUALQUER ESPERANÇA PARA SEUS INFORTÚNEOS. VEJAM COMO ISLAMISMO CRESCE A OLHOS VISTOS EM PAISES MISERÁVEIS COMO NA ÁFRICA. O BRASIL É UM CAMPO PRÓSPERO PARA ISSO TAMBEM, POIS A SUCESSÃO DE DESGRAÇAS SOMADAS A FALTA DE EDUCAÇÃO E DE INFRA-ESTRUTURA E O DESCASO DE GOVERNOS CORRUPTOS, SÃO TERRENO FÉRTIL PARA ESSA ALIENAÇÃO.

Anônimo disse...

A maior invenção do diabo foi a religião. Sem ela haveria paz e perspectivas comuns a todos, porém, com ela há as disputas pelo poder e territórios de domínios, dominando, estes criam ideologias de alienação de seus próprios semelhantes.

Luiz Santinácio disse...

Essa tua versatilidade com língua portuguesa articulado no Brazil, com tantas nuances, com tantos signos e significados variáveis e variantes... Para, ao final, conduzir a uma realidade tão antiga e, ao mesmo tempo, sempre nova. Quando nós, homens entendidos como Humanidade, utilizaremos nossa capacidade de reconhecer no outro a dignidade que impregna a pessoa humana, independente de etnia, crença, orientações várias?! O aspecto formativo e pedagógico que More Ventura utiliza serve-nos a todos, de forma indistinta. Eu, particularmente, coloco-me na condição de audiente assíduo, pois sempre estou aprendendo, assimilando e mais o quero.

Anônimo disse...

More, parabéns! Estive em Israel agora no final de ano e presenciei brigas entre os ortodóxos, fiquei pensando que raio de religião é essa o que será que esses indivíduos tem na cabeça. Um bairro de Jerusalém, a policia fechou a entrada para o transito e não pudemos visitar para que eles pudesem brigar.

Jacqueline disse...

Boa noite, More!
Creio que o mal não está na religião, mas, nas pessoas que querem fazer a sua verdade ser a única, isso realmente é o que há de mais triste, pois, o que se esconde atrás sempre é o orgulho tolo e a grande ignorância, e não existe estes "tipos" só em uma religião, mas, em todas onde estiver o homem que não quer aprender e mudar-se interiormente. O que sinceramente lamento!
Gracias, More, por seus textos, me delicio neles!

Esther disse...

Jacqueline,você tem razão quando diz que o mal não está na religião e sim no que os homens entendem por religião.Precisamos começar a valorizar mais que D´us é único independente da religião. E que os homens não devem se sobrepor à nossa fé no sagrado.A religião não provoca discórdias e sim o que os homens fazem com ela e em nome dela.

Rodolfo Penteado disse...

A Jacqueline disse tudo: não está na religião e sim nas pessoas. Infelizmente constata-se outra coisa: religião não define e não molda carater, caso contrário esse tipo de coisa sequer existiria.

Nas redes sociais vemos esse mesmo discurso besta de torcida de religião posando de "estudo" de pessoas "honestas" e "comprometidas com a verdade".

Um exemplo são muitos que querem adentrar o Povo Judeu e para tal, no lugar de estudar Torah por ser algo bom para si, estudam-na para provar aos outros (dizem que querem salvar outros do avodah zarah) lado a lado com os textos que não acreditam mais (será mesmo que não crêem?), defenestrando o Cristianismo.

sil mariano disse...

olá More... essa competitividade entre religiões é apenas mais uma faceta da competitividade que habita o ser humano... minha casa é melhor, meu emprego paga mais, o meu pau é maior, minha mulher é mais bonita, meus filhos são mais inteligentes, meu cabelo é mais bonito e, (por que não?), meu deus é melhor que o seu...
pura estupidez... a divindade pode receber diversos nomes e ser cultuada de diversas maneiras de acordo com diferentes culturas... mas no fim das contas a divindade, seja ela única ou múltipla, masculina ou feminina; está aí independentemente da nossa vontade ou de nossas homenagens...

Yitzchak Uryel Avraham disse...

Amigo More Ventura, grande verdade, cada um concebe D'us conforme sua própria imagem..., e tenta convencer aos demais que esta é a verdadeira... pois é claro: é a sua própria foto; esquecendo que a essência Dele é insondável e não está ao nosso alcance conhecê-la!