Seguir por Email

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Judaísmo - São Paulo, Mazal Tov!!!




Dia vinte e cinco de Janeiro, aniversário de São Paulo.
Acabei de voltar do “Açaí”, onde encontrei os meus amigos Benjamim e Vania Handfaz,  pais do Alexandre, meu amigo e aluno de Bar Mitzvah.
Entre pratos de Açaí e canudos de água de côco e ao som da torcida do timão que joga aqui perto no estádio do Pacaembu, os amigos me contaram uma história digna do aniversário de nossa cidade:
-A filha de nosso primo Jayme – Corinthiano roxo -  estava passeando com a sua avó, quando cruzou com outra dupla de avó e neto. A avó número dois, ao ver nossa priminha, não se conteve e disse:
-Puxa vida! Que menina linda! Loirinha de olhos azuis!
-Seu neto também é lindo – Respondeu a orgulhosa avó - Que lindos cabelos e olhos negros!
-Obrigada, ele é árabe puro!
-Árabe puro... Que maravilha! A minha netinha é judia pura!

-Em outros cantos do mundo este seria um possível ensejo para uma bela discussão, mas aqui em São Paulo, terra, ou melhor, asfalto de diversidade, é diferente:

-Pois então... Podemos acertar o casamento? – Disse a avó judia.
-Claro! Por que não? - Respondeu a avó árabe.
Após mais uns minutos de descontraída conversa, as duas se despediram com beijos e cumprimentos.
Alguns passos depois, nossa priminha, depois de se certificar de que já estava a uma distância segura do “primos árabes”, se dirigiu à avó com uma voz grave e expressando preocupação no olhar, disse:
-Vó! Como a senhora falou aquilo de eu me casar com ele? Você esqueceu o que a gente é? Ele é o contrário da gente!
-Você está falando isso por que ele é árabe?
-Não vovó! Você não viu a camiseta dele? Ele torce para o São Paulo!

Viva São Paulo! Viva o diálogo! Viva a Paz!
More Ventura!


Comente e compartilhe! Abraços!

5 comentários:

Jacqueline disse...

Muito bom! kkkk
Como é bom poder viver em paz, não?
O que mais gosto daqui é justamente a diferença que existe, a mistura de povos, de credos, que convivem dentro da mesma familia e que tentam ficar em harmonia sempre, não somos perfeitos, sempre há espinhos, como o time ser diferente kkk
Amo esta cidade cheia de problemas, mas, que mesmo assim, nos dá tantas oportunidades! Parabéns Sampa, que possamos ter mais cuidado na hora de escolher seus governantes.
Gracias, More pelo texto alegre, como sempre!
Besos a todos.

sil mariano disse...

hahahahaha.... trabalho com crianças e sei bem do que são capazes esses serezinhos.... quem dera que única diferença vista pelo mundo entre as pessoas fosse simplesmente sua opção por times de futebol...

Anônimo disse...

Isso mostra como o futebol , e a paixão do brasileiro por esse esporte, influência as pessoas!

Germaine Segall disse...

Que linda historia.Este é São Paulo.Maravilhoso.

Juliana disse...

ADOREEEEEEEEEEEEEEEEI!