Seguir por Email

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Judaísmo - Qual é o seu: Deus ou deus ?


                                     
“Ontem fui à academia fazer ginástica, quando uma mulher me ofendeu e me amaldiçoou pelo fato de minha religião, o judaísmo, não incluir a figura de Jesus como Deus, filho de Deus e Messias, dizendo que por causa disso o Criador, o qual cultuo me odiava e que eu herdaria as agruras e os tormentos indizíveis do inferno eterno."

Moré, o que você responderia a esta mulher?

-Ontem a noite um amigo do Face me mandou esta pergunta, e como um bom judeu, vou responder sua pergunta com exatamente outras três perguntas:    

Cara irmã – Tomo a liberdade de te chamar assim, pois de acordo com a visão religiosa fraterna na qual acredito, somos todos filhos do mesmo Deus e, portanto, irmãos, (mesmo que você insista no contrário, ou talvez ache normal imaginar seus irmãos queimando nas labaredas do inferno).

Quero te fazer três perguntas sobre as palavras que você endereçou ao nosso irmão na academia, (Alias, um lugar desaconselhável para alguém com seu aparente nível de zelo religioso):

1-Você realmente acredita que Deus, o Compreensível, o Piedoso, o Sábio, que é a Fonte de todo o Amor e Bondade existentes no mundo, que conhece as limitações de cada ser humano e a diversidade das culturas vai mandar alguém para o inferno eterno só por que enquanto o servia, chamava-o de um nome ou de um número “diferente” do que Ele supostamente consideraria ideal?

2-Você realmente acredita que o Piedoso e Bondoso Deus mandaria seres humanos que respeitam seus pais, irmãos e amigos, que praticam a caridade, que tratam os outros humildemente e que vivem na fé para virarem churrasco de um rodízio sem fim só por que o cultuaram da forma na qual foram educados desde sua infância?

3-Você realmente acredita, minha zelosa irmã, que Nosso Humilde Pai e Criador enviaria dois terços da humanidade, ou seja, bilhões e bilhões de almas, ao tormento e à tortura eterna, demonstrando desta forma, menos compreensão do que uma psicóloga, menos piedade do que uma simples criança e menos amor do que um simples pai?

Se suas respostas forem positivas, minha irmã, recomendo lhe que mude em suas preces o nome do deus o qual cultua, pois neste caso ele deve começar com a letra “d” minúscula, e não com a maiúscula, por se tratar de um nome Impróprio.

Alias, não sei se isto também vai desagradar o seu zelo,cara  irmã, mas preciso lhe informar mais uma coisa: Para nós judeus, só existe um Deus, o Todo Poderoso, Onisciênte, Onipresente, Piedoso e Compreensível Pai de toda a humanidade, que com certeza não é o mesmo que você mostrou cultuar!

Viva o diálogo inter religioso, Viva a cultura de Paz!
Religião sem amor e compreensão – seja La qual for – Não é religião!
Judaismo é atitude! More Ventura!

                                        

8 comentários:

Yonah de Matos disse...

MARAVILHOSO More Ventura!
Suas palavras são como jóias preciosas!
Seus ensinamentos são dignos de um More!

Marcelo disse...

More, como sempre, tua espiritualidade e compreensão se expressa através das mensagens do teu blog. Eu, um humilde cristão (e m baita pecador), procuro acreditar e tento seguir os ensinamentos do Cristo (ou como meu amigo Joel se refere: o judeu mais famoso do mundo - bem verdade, fato)e assim vamos seguindo na academia onde nos dedicamos a descarregar no físico, o stress mental do dia a dia: alguns cristãos, uns descrentes, dois judeus, um espirita umbandista (que inclusive é o professor)todos na mais completa harmonia...(desde que não se fale de futebol, claro)...

Ociralva disse...

O Eterno esta com Voce More podemos sentir na doçura de suas palavras que a cada momento que avançamos na leitura, sentimos as bençãos do nosso D'us.
Esta senhora me pareceu perdida, esta presa na idéia de um d(minuscula de certo)eus vingador, que se delicia com a visão dos homens queimando num lugar que de certo por ele criado, para se divertir.
Que o Eterno de a paz a esta pessoa!

Juliana disse...

Maravilhoso More! Sábias palavras, mais uma vez com postagens incríveis =]

Fabian disse...

Excelente More! Para bom entender uma só palavra já basta. DEUS ou se preferirem D´US, já é suficiente. Sendo ele DEUS/D´US, queimar no inferno um filho dele é complicado de entender. Afinal, somos filhos de D´US / DEUS e não como sabiamente escreveu de deus.

Fabian disse...

Excelente More! Somos filhos de DEUS/D´US e não de deus. Só isso, para bom entendedor basta!

entreartes disse...

“A ignorância é a noite (escuridão) da Mente!” (Confúcio,551-478,AC)
“Não há nada mais terrível que a Ignorância”(Goethe,1749-1832)
Tenho pena dessa mulher, porque Deus é único e Jesus, filho de Deus como nós, nasceu, viveu e morreu judeu.
abraços
Aliete

entreartes disse...

“A ignorância é a noite (escuridão) da Mente!” (Confúcio,551-478,AC)
“Não há nada mais terrível que a Ignorância”(Goethe,1749-1832)
Tenho pena dessa mulher, porque Deus é único e Jesus, filho de Deus como nós, nasceu, viveu e morreu judeu e pregou a igualdade, a compaixão, e principalmente o amor.
abraços
Aliete