Seguir por Email

domingo, 30 de outubro de 2011

Judaismo - A fé de Abrahão - Judaísmo é Atitude !!!


-Dia cinzento de tempestades: Buzinas na rua, trânsito carregado, marronzinhos multando por qualquer gesto suspeito, farois vermelhos, gestos obcenos e tudo, tudo sendo monitorado pelo onisciente e onipresente DSV, através de suas implacáveis câmeras escondidas atrás de árvores e placas de trânsito.
 No radio, a pigarrenta voz do Brasil: São Paulo de mau humor!  
...Mas, do outro lado do mundo, na margem oriental da rua, (calçada direita)... dentro da Sinagoga... a Serenidade...a Paz e um silêncio angelical... calado pelo gemido da porta mal lubrificada, sendo vagarosa, e quanto mais vagarosamente:  mais ruidosa...mente aberta:
-Bom dia senhor, posso entrar ?
-Mas é claro !
-Mal disfarçando o susto com os trajes "Demodê" do visitante, o ancião, "guardião sagrado" do templo, lança, sem nenhuma piedade, a tradicional pergunta na direção do recem-chegado :
-De onde vens e para onde vais ?
-Eu ? Ah, sim! eu sou do Iraque, mas saí de la há muito tempo, respondeu o visitante tentando mostrar naturalidade e se apoiando em sua bengala.
-Iraque...  tenho vários amigos Iraquianos, Shamash, Shirazy, Kadoury... o senhor os conhece ? Trabalham com tecidos, lá no Bom Retiro.  
O senhor nasceu em Bagdad ? conhece os ritmos orientais da reza, os makamim ?
-Sim, conheço todos, mas o senhor me desculpa? eu preciso ter uma conversa com... com... não sei como o conhecem aqui, mas eu o chamo de El Sha-day ! (Em cada lugar o chamam de um jeito, e o velho ja tinha andado por tantos lugares...).
-Que estranho, (pensou o "recem-anfitrião"), é a primeira vez que vejo alguem se referir a Deus por esse nome Bíblico!
-Impressionado pela beleza do lugar, enquanto passeava seus olhos deslumbrados pelo recinto, o visitante sussurrava algumas palavras, de modo que o anfitrião curioso, fazia o maior esforço para ouvi-lo, chegando ao ridiculo de fingir ter deixado cair uma moeda no chão próxima ao visitante, para que pudesse chegar com o ouvido mais perto de sua boca.
... Estou impressionado, como essa sinagoga é bonita ! toda forrada de madeira nobre...que cheiro forte e agradável! No meu tempo os templos eram mais simples. Nunca imaginei que meus filhos ficariam tão ricos...
-Surpreso com o comentario anterior, do qual se concluía ser o visitante  pai dos fundadores da sinagoga, que por sua vez ja beiravam o precipício dos noventa, o anfitrião perguntou:
-Em que ano o Sr nasceu ?
-1948 (D.A.)*
-Independência de Israel ?
-Não, não, meu neto Jacob era muito independente mesmo, mas 1948 é o ano do MEU nascimento!
-Jacob ? Neto ? A.D. ? é melhor eu sair desta conversa, este homem é doido! - Pensou o anfitrião, logo emendando:
-O senhor ainda não fez o Shacharit, (reza da manhã), ? é melhor se apressar, o horario da Amidá, (oração silenciosa), acaba daqui a 13 minutos!
-Amigo, eu já rezei o Shacharit, o que eu preciso agora é ter uma conversa com o Criador dos céus e da terra e é urgente! Voce não leu as notícias de hoje? teve uma tempestade lá no morro do Barata, morreu muita gente, crianças, velhos... uma tragédia!
-Bom, mas se Isso aconteceu, deve ter algum motivo, não é ? Além do mais tudo o que Deus faz é para o nosso bem! Baruch Hashem, (graças a Deus) !
-Mas e os mortos? As viúvas, os órfãos, os que ficaram sem casas?
-Você nunca ouviu falar que as pessoas que moram La no Morro do Barata são bandidos assassinos ? La está cheio de traficantes, é tudo gente ruim!
 -Mas e as crianças, as pessoas boas, os trabalhadores ?
-As pessoas boas ? Com certeza devem ser reencarnação de pessoas más! Talvez na vida passada eram nazistas, inquisitores, fiscais, ou sei lá o que, além do mais eu nem conheço aquelas pessoas, ainda se elas fossem da minha família ou comunidade, se fossem conhecidos... e...Puxa vida... acho que estou falando sozinho... Cadê ele ? Ah... La atrás! Nossa... que homem estranho! foi correndo rezar, nem pediu licença. Mal educado !
...Mas... Humpff.... Não, não posso rir! Se ele não estivesse rezando para o Criador eu poderia... mas que gestos, que expressões! Até parece que ele está falando com alguém!
Enquanto isso, no “lado sul” da sinagoga:
-Por que ?! Por que o Senhor deixou isso acontecer ?
-.............................................................
-Sim, entendo... Mas não compreendo !
-.............................................................
-Uhum....
-O que ?! Ele está questionando Deus ? (pensou indignado o Nobre Guardião do santuário).
-Sim, meu Senhor, eu entendo, sei que existem as leis da natureza, mas e a sua bondade e sua misericórdia infinitas ?
.........................................................................................................
-Ok, ok, também já sei do livre arbítrio das pessoas, mas... e a sua justiça ? O juiz de toda a terra não fará justiça ? E as pessoas boas que vivem ali ? E as crianças que não tem nada a ver com isso ?
-Ei! Esse demente quer ser mais justo do que o Criador ? Só pode ser um herege!
-Olha... eu quero muito acreditar no Senhor, mas preciso compreender melhor...!
-Não ! Basta ! Agora basta ! O senhor pode fazer a gentileza de se retirar da sinagoga, por favor ?
-Mas por que ? já está na hora de encerrar o expediente ?
-Não, não é isso, é que o senhor esta falando um monte de disparates! Primeiro começou a questionar Deus pela enchente no morro do Barata, depois ficou argumentando como se estivesse falando com um funcionário seu e depois... Bom deixa pra lá o depois, o importante é que agora o senhor vai saindo! Vamos, ande!  
No começo eu achei que se tratava somente de mais um maluco, mas agora ficou claro que estamos falando de... de um... um herege ! 
José, anda logo, tira uma foto deste elemento, pega os dados dele e depois que fizer o registro, passa pras outras sinagogas para que ninguém deixe ele entrar, por que é um herege, um herege perigosíssimo! E tem outra coisa também, esse sotaque estranho e o país de origem... vai lá saber ! 
-José, por que você deixou ele entrar? Não tem medo de perder o emprego?
...Bem que o mundo podia existir sem este tipo de pessoas, a vida de nossa comunidade seria bem melhor!
Bom, deixa eu voltar para o que estava fazendo antes, ah ! aqui está a Parashá da semana ! Vaierá : Genesis dezoito, fala sobre a destruição das cidades de Sodoma e Gomorra:
23  E Abraäo, disse a Deus: Matarás os justos com os injustos ?
24  E se houver cinqüenta justos na cidade ?
25  Longe de ti que faças tal coisa, o juíz de toda a terra não fará justiça ?
....................................................etc.................................etc....................................

Pronto ! Acabei a leitura! Agora deu pra desinfetar minha cabeça das heresias que aquele homem falou ! Bem que ele podia aprender um pouquinho com a fé cega de nosso pai Avraham !
-Senhor, terminei o registro!
-José, terminou o registro ?
-Sim senhor ! foi o que eu disse,  tá aqui:  o nome daquele doido é Abrahao, nasceu em 1948, no Iraque e emigrou pra Israel...e... eita! Que noiado, a impressão digital não pegou! Mas... eu vi ele tocando o dedão no papel e tudo...e... caraca! nem a foto saiu, mas eu juro que apertei o botãozinho, juro, deve ser defeito do celular, chefe ! Mas, olha, busquei a ficha dele no google, ta direitinho, se o Sr quiser ver, ta aqui ó:
http://www.chabad.org.br/interativo/faq/avraham.html
-Obrigado Jose, mas não vou mais perder tempo com esse homem, vou voltar para meu estudo que eu ganho mais !
Enquanto isso, na rua:
-Moises, você por aqui ?
-Pois é Abrahão, como são os novos tempos! ... fui expulso de mais uma sinagoga...
-Heresia ?
-Heresia !
-ihhh...Olha La:
-Quem ?
-Aquele homem que a gente ajudou com a carroça ontem, ta chamando a gente, acho que quebrou de novo!
-Também, com essa enchente toda...Vamos! Vamos La! Pega a corda que eu levo o gancho...


Se você curtiu o artigo, pode me ajudar a divulgá-lo, clicando o "curtir" abaixo ? Obrigado !

* 1948 (D.A. depois de Adão), do calendário judaico é o ano do nascimento do patriarca Abrahão e 1948 do calendário Gregoriano é o ano da fundação do estado de Israel!


8 comentários:

gisele disse...

Saboreei cada palavra desta bela crônica junto com um delicioso bolo de cenoura. Não se trata somente de um conto mas de uma real metáfora dos nossos dias! Parabéns Moré!

Bernardete disse...

Adorei! Muito bom, mesmo! Parabéns!!!

More Ventura disse...

Obrigado Bernardete ! Fico feliz de saber que você gostou !

More Ventura disse...

Gisele, Obrigado ! Essa crônica é realmente uma metáfora de algo que temos visto cada vez mais: Uma religiosidade ritualista carente de conteúdo versus Espiritualidade alcançada através dos rituais. Nós estamos com a segunda alternativa, pois judaismo... é atitude !

Mihael Cypriano disse...

Moré Moré, Meus parabéns, mais uma vez foi um espetaculo!!! Maimon Efraim.

Lucinha Valois disse...

Ventura, essa crônica nos lembra as palavras de Isaías "Assim diz o Eterno: guardai o direito e praticai a justiça"

Judaísmo tem que ser atitude messssssssmo rsrrs
Parabéns e obrigada por nos presentear com palavras que nos faz refletir sobre a vida!!!!

Nina disse...

Parabéns, maravilhoso! isso aconteceria sem dúvida se eles viessem nos visitar, aí que triste!
Shalom!

Luiz Santinácio disse...

Meu Irmão,toda Luz, toda Sabedoria, toda Paz, toda Saúde, toda Felicidade. Amen! Amen! Amen!