Seguir por Email

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Judaismo - Tem alguém aí, (ou aqui ?), (Ou em qualquer lugar???)


 

                                                 
-Bom dia !Muito obrigado por sua ligação!    
 Em poucos minutos teremos o prazer de atendê-lo. Após falar com um de nossos atendentes, por favor, responda a nossa pesquisa de satisfação. Sua opinião é essencial para aprimorarmos os nossos serviços ainda mais!
-Puxa vida! Que maravilha! Que educação! Sabe senhorita, hoje em dia as pessoas são tão frias com nós que somos idosos; não nos cumprimentam, nem nos dão atenção e por isso ficamos muito agradecidos ao nos depararmos com pessoas tão sensíveis como a senhorita.
Veja mocinha, por favor não me confunda. Não sou do tipo de gente que gosta de ficar achando defeito nos outros, mas os jovens de hoje em dia, não todos, é claro! Não podemos generalizar, mas... Bom, pensando melhor, é melhor deixar para La!
Sabe querida, ontem mesmo eu peguei o metrô na estação... Que estação era? Esqueci, mas não tem problema, isso não interfere na idéia central... Que diferença faz saber o nome da estação?
Bem, vamos aos fatos, ao que é importante: Eu queria me sentar em um daqueles assentos preferenciais para idosos, sabe quais são ? Ai, que bobagem ! Desculpe eu ter lhe perguntado se conhece os assentos preferenciais. É claro que conhece, pois para trabalhar numa firma tão importante quanto esta, com certeza deve ser uma pessoa muitíssimo culta e bem informada...E formada! Ahahahá ! Boa piada esta, “formada e informada”!
Perdão Mocinha, mas já que estamos falando de formada, (e não deformada), Ahaha! Ótima esta tirada também, não é mesmo ? A senhorita está me deixando inspirado! Quase pirad...
Mas chega de lenga lenga, vamos direto ao assunto: A senhorita  deve ser muito elegante também, porque com essa voz bonita e bem empostada você deve ter uma presença muito... Desculpe senhorita, sem querer ser demasiado invasivo, será que poderia...
-Boa tarde senhor, Em que posso ajuda-lo ?
-Ãh ? Alô?
-Alô! Senhor, em que posso ajuda-lo?
-Ah sim, eu estava falando com uma moça tão simpática e...
-Em que posso ajuda-lo ?!
-Esqueci de perguntar o nome dela, mas, será que...
-Senhor, Em que posso atendê-lo ?
-Eu queria... eu... Desculpe eu esqueci o assunto sobre o qual...
-Senhor, a vivo agradece a sua ligação. Tenha uma ótima tarde.
-Caro cliente vivo, antes de desligar, por favor responda a nossa pesquisa. Sua opinião é muito importante para nós.
-Ah, sim! Ok eu vou dar a minha opinião: Sabe, aquela moça que atendeu o telefone... ela é...Nada! ela não é nada e eu tenho que desligar, porque está na hora de eu tomar os meus remédios. São sete remédios e ...Tchau ! Ah! Ultima coisa: Os remédios estão muito caros! Caríssimos! Tchau ! Fui! (não é assim que os jovens falam? Fui!)
Imagine! Eu ia elogiar tanto aquela moça que isso poderia compromete-la. Podiam até pensar que estava de caso comigo... Imagine, um velho como eu. Nem dentes eu tenho direito, com uma moça jovem, culta e linda, maravilhosa !
Ai ai... Que pena que não perguntei seu nome, hoje em dia é tão difícil encontrarmos pessoas assim tão sensíveis! Agora...Não quero falar mal de ninguém, mas os outros atendentes foram tão grossos e estúpidos! Nem pareciam ser seres humanos...



Amigos, gostaria muito que comentassem a crônica no espaço abaixo, pois será interessante transformar este Blog num espaço de discussão e reflexão. Um Grande Abraço! More Ventura!

3 comentários:

alexandra n. disse...

incrivel!parabens moré! e daqui a um tempo as pessoas nao vao nem precisar praticar as suas grosserias mais, pois vao todos serem trocados por maquinas simpaticas...

More Ventura disse...

Lê... Obrigado ! Quanto às pessoas... Enquanto existirem meia duzia como você, temos esperança de termos um mundo mais humano!Valeu !

Lucinha Valois disse...

Ola More!! Além dessa questão , bem colocada pela Alexandra (logo a cima), essa sua crônica me reportou a situações que vivenciei algumas vezes ao sair com meu pai, que é um senhor idoso de 89 anos, extremamente lúcido que cuida da saúde(faz atividades físicas e estuda muito, todos os dias, dirige e se recusa a parar de trabalhar).
Todas as vezes que o acompanho a uma loja, a uma consulta medica etc, as pessoas que nos atendem simplesmente o ignoram... Tratam apenas de dirigir a palavra a mim... Será que envelhecer nos torna seres invisíveis? Que cultura é essa gente? No Oriente quanto mais idosa se torna uma pessoa mais esta é respeitada por toda sua comunidade... A atenção, a cordialidade, o cuidado são alimento para a alma!!!!